domingo, 8 de março de 2015

Minicurso: Em busca das penas perdidas

Esta semana, com grande alegria, estarei em minha alma mater, a Universidade Federal do Pará, a convite do grupo de estudos Direito Penal e Democracia, para participar do minicurso sobre a afamada obra de Eugenio Raúl Zaffaroni, Em busca das penas perdidas.


O livro é dividido em três partes, de modo que na quarta-feira (11 de março) o mestrando Rômulo Morais falará sobre a primeira, "A deslegitimação do sistema penal e a crise do discurso jurídico-penal". Na quinta (12), eu falarei sobre a segunda, "Resposta à deslegitimação e à crise". E na sexta (13), o mestrando Adrian Silva fechará o ciclo, falando sobre "A construção do discurso jurídico-penal a partir do realismo marginal".

A ideia é esquadrinhar a obra do grande penalista, que tanto admiramos, mas não para resenhá-la, e sim para tomá-la como norte de reflexões sobre as ciências criminais em um país como o nosso, latino-americano (e por isso à margem), em que a democracia ainda é um desejo incipiente.

Convidamos os interessados pelo tema a comparecer e nos ajudar a pensar uma nova realidade para o nosso mundinho.

3 comentários:

Adrian Silva disse...

Será uma grande honra pra mim reencontrar e participar de um evento deste nível, e que tem tudo para ser um grande sucesso, ao lado do meu grande Mestre do Direito Penal.
Forte abraço e nos vemos semana que vem! Att. Adrian Silva.

Jean Pablo Heidrich disse...

Bem que poderia ser teletransmitido...

Forte abraço primo

Yúdice Andrade disse...

Meu querido Adrian, imagina como me sinto, hoje quase um aprendiz daquele que ontem mesmo foi meu aluno e depois meu monitor. Sem exageros, o simples fato de estar nesse evento já é uma cortesia tua, com o que dás mostras de teu caráter leal e de algo extremamente necessário à academia (embora algo de que muitos se esquecem com frequência): a necessidade de compartilhar saberes, oportunidades, público, etc.
O conhecimento não é nosso; é do mundo. E está aí para ser disperso a todos que desejarem agarrá-lo. Espero que o evento seja tudo o que pretendemos dele.

Querido Jean, como o evento é da UFPA, não sei se haverá registro. Temos feito isso lá pelo CESUPA, porque de fato é muito importante manter a memória e criar mecanismos para operacionalizar o compartilhamento que mencionei acima.
Espero, um dia, poder palestrar para uma plateia da qual faças parte. Será uma honra.