quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Quem você mandaria para aquele lugar?

Calma, pessoas afoitas! Aquele lugar a que me refiro é Marte. Sim, o planeta vermelho. É que a Mars One, uma empresa holandesa, pretende comercializar viagens para aquele destino, tão logo seja possível. Embora a estimativa seja de que tais viagens somente se tornem viáveis em 2025, já existem 200 mil candidatos inscritos, inclusive mais de 3 mil brasileiros.

O mais interessante de tudo, porém, é o fato de que, mesmo quando estabelecida a tecnologia para o voo de ida, continuará a não existir tecnologia de volta. Em bom português, trata-se de uma viagem sem retorno. Os 200 mil sujeitos a que me referi devem estar muito chateados aqui nestas paragens, a ponto de cogitar de ir embora para sempre.

Não tendo condições de especular sobre o que motiva um ser humano a tomar uma decisão dessas, dediquei-me naturalmente a pensar em que pessoas, ou categorias de pessoas, eu colocaria dentro do foguete a fim de despachar para todo o sempre. Numa brevíssima reflexão, pensei em gente suficiente para encher várias aeronaves. Eu começaria despachando as pessoas que estacionam em fila dupla e/ou bloqueando a entrada da garagem do CESUPA; os que fecham cruzamentos; os eleitores de Duciomar Costa. Este eu também mandaria na viagem, desde que amarrado no bico do foguete. Há também pessoas individualizadas que, por razões óbvias, não mencionarei aqui.

Quando cheguei na categoria pessoas que escrevem merdas colossais no Facebook, desisti de pensar a respeito, porque aí eu criaria uma demanda altíssima para a Mars One. Em todo caso, não sabemos, sequer, se a tal viagem se tornará realmente viável, por isso não adianta gastar muita energia com isso. Vale apenas um exercício de criatividade.

E você? Carimbaria o passaporte de quem?

Fontes: 

Nenhum comentário: