quinta-feira, 17 de maio de 2012

Movimentação do blog

Uma coisa é certa: se o ritmo do blog cai, os leitores se tornam incipientes e até desaparecem. Os leitores mais fieis podem ficar e comparecer de vez em quando, mas o número de comentários diminui. Tenho percebido isto claramente nas últimas semanas. Neste ano de 2012, mudanças, atividades e preocupações colocaram o Arbítrio num ritmo de atualização baixo como nunca antes, de um modo mais prolongado. Sempre houve aqueles momentos em que eu precisava pisar no freio, geralmente devido à correção das provas, mas depois tudo se normalizava. Este ano, contudo, já faz bastante tempo que fiquei irregular.

Basta olhar a lista de postagens, na qual o Blogger acrescenta informações como o número de acessos e comentários, para se perceber o quanto a visitação despencou. Normal. Isto aqui não é um blog profissional, portanto dependo inteiramente da boa vontade de quem me procura ou me encontra por acaso. O que sinto falta, mesmo, é dos meus comentaristas mais queridos.

Não farei promessas sobre postagens e atualizações em geral. Também não farei promoções premiando com ingressos para a cerimônia religiosa (não a festa) do meu casamento para quem se tornar meu seguidor, até porque já me casei faz tempo. Direi, apenas, que o blog continuará ativo e que procurarei equilibrar os temas do cotidiano, os jurídicos e os culturais, como forma de não cansar demais com as mesmas pautas.

Em suma, estamos aí. Quero dizer, aqui. Sempre agradecendo a essa gente generosa que prestigia este espaço.

7 comentários:

Vera Cascaes disse...

Que bom que você vai retomar o ritmo mais acelerado; independente disso, passo "aqui" todo dia.

Edyr Augusto Proença disse...

Yúdice, estou diariamente aqui, nem sempre comentando, mas desfrutando de seus posts.
Abs

Yúdice Andrade disse...

Vocês são ótimos, meus queridos Vera e Edyr. Fazem valer a pena. Grande abraço.

André Coelho disse...

Estou sempre por aqui também. Mas o tempo para comentar tem estado curto, então, só comento quando o assunto chama muito a minha atenção. Com o fim da dissertação, meu ritmo de participação dos debates (como tudo mais na minha vida) tende a voltar ao normal.

Anônimo disse...

Yúdice você é ótimo! Que bom que vem aí com mais frequência para nossa felicidade. Eu leio você todos os dias. Já falei: sou sua fã (que a Poly não ouça... kkkk.)

Yúdice Andrade disse...

Espero sempre contar com um pouco desse tempo altamente qualificado, André.

Ela não se importa, das 16h55. Sabe que eu sempre fui um cara de muitos amigos.

Luiza Montenegro Duarte disse...

Ei, tem eu também! Meio errante, mas por aqui!