segunda-feira, 7 de junho de 2010

Mais de 200 mil


Neste domingo, 6 de junho de 2010, o Arbítrio do Yúdice ultrapassou os 200 mil acessos.
O Antonio Tabet, titular do Kibeloco, não se impressionaria com isso. Afinal, ele só precisaria de dois dias para fazer o que fiz em mais de três anos e nove meses. Mas ele sabe contar piada e eu, não.
O fato é que eu não esperava chegar a isso. Portanto, só posso comemorar que estas mal traçadas linhas — como gostava de dizer o meu avô materno em absolutamente todas as cartas que escrevia para minha mãe — tenham sido lidas por tante gente e que umas tantas dessas gentis pessoas tenham voltado aqui vezes bastante para se chegar a esse número.
Há alguns leitores fieis, que estiveram comigo desde o primeiro momento (por increça que parível!), como o Fred Guerreiro e alguns dos meus colegas de Flanar; há outros que vieram e se foram; há outros que chegaram depois e marcaram posição, como a Ana Miranda e a Luiza Duarte; há os alunos, fator preponderante de eu manter a boa educação em certas situações nas quais me dá vontade de ser mais Yúdice e há toda uma legião de desconhecidos que vêm, leem qualquer coisa e nunca mais retornam.
A todos, o meu agradecimento deveras reconhecido. Especialmente a minha esposa Polyana, que veio somar comigo também aqui no blog. E, claro, Júlia, que me dá pautas e lindas imagens para compartilhar com vocês.
Vamos adiante, que ainda faltam 199.865 acessos para eu dobrar a marca!

17 comentários:

André Coelho disse...

Parabéns, Yúdice. Seu blog é excelente e você merece todo acompanhamento e reconhecimento que obteve ao longo desses anos! Vou aproveitar para puxar a fila (certamente longa) dos que reclamarão de não terem sido citados nominalmente na postagem, rsrs. Abraços!

Francisco Rocha Junior disse...

Caro, parabéns. Vida longa ao blog, aos seus editores (agora tem mais de um) e à Julinha.

Tanto disse...

Parabéns Yúdice. Nada mais justo do que os 200 mil acessos e obrigado pelos bons textos.

Hudson Andrade disse...

Parabéns, mesmo!
Isso é realmente um mérito quando o assunto do blog não são as idiotices (só pra citar a meio injustiçada Carla Vilhena!) que pululam por aí.
Desculpa não vir tanto, mas sem internet fica difícil, né?
No entanto, sempre que der, tô por aqui e tentarei ser mais do que um número estatístico.
Beijos e sucesso sempre!

Carlos Barretto  disse...

Um suuuuupeeeerrrrrr, parabéns, muitíssimo merecido. Vamos comemorar. Esta é a melhor parte.
Abs

Anônimo disse...

Leio o teu blog com muito orgulho de ser tua amiga e aluna(aprendendo todos os dias por aqui). Sei que não tens a menor dimensão desse teu talento tão maravilhoso. Por isso estamos todos aqui pra te parabenizar e dizer que esse blog terá vida longa.

Beijos, Yúdice.

Tônia

Edyr Augusto disse...

Parabéns, Yúdice. Uma noite dessas, em um Seminário de Dramaturgia, estava ao lado do teu irmão e comentei que me sentia teu amigo, através do blog, sem o conhecer pessoalmente. Estou sempre por aqui.
Abs
Edyr

Luiza Duarte disse...

Parabéns, professor! Certamente é um número merecido, como os outros já disseram, pelo conteúdo primoroso que sempre é apresentado! Temas importantes ou banais sempre são enriquecidos com uma visão pessoal, humana e sensível.
Obrigada mais uma vez por lembrar de mim. Fico honrada por ter sido citada! Como já disse antes, seu blog faz parte da minha leitura diária!
Abraços

Rita Helena Ferreira disse...

Parabéns, Yúdice!!! Um belo feito!
Aproveito para registrar que as contribuições, ainda escassas, da Polyana têm deixado o blog mais interessante ainda.

Aliás, aquele post lá de trás, sobre a maternidade... Nooooossa, o q foi aquilo? Fiquei emocionada!!! :)

Beijos para vcs.

Ana Miranda disse...

E quando você chegar a 1 milhão, eu ainda estarei por aqui. Com certeza.
Parabéns!!!!
Visitas merecidas!!!

Yúdice Andrade disse...

Citar nomes é sempre um risco, André! Mas se fosse para te fazer justiça, eu te deveria classificar como colaborador, de tantas postagens que já enriqueceste e até que produziste, porque copiei e colei o teu texto.
Muitíssimo obrigado.

Se junto aos amigos, Francisco, há de ser uma vida feliz e profícua!

Eu é que agradeço, Fernando. Tuas visitas constantes e tua argúcia em responder os meus desafios são muito estimulantes.

Não há como seres apenas um número, mano. Tomara que se viabilize a tua frequência mais regular por aqui.

Nós já comemoramos de longa data, não, Barretto? Abraços.

Cada vez que me deixas um omentário, Tônia, fico extremamente feliz. É por conta de leitores do teu quilate que sou forçado a manter a classe e a qualidade por aqui. Ou ao menos tentar.

É verdade, Edyr. Laços verdadeiros se constroem na blogosfera, graças às identidades, ao respeito e à admiração que surgem. Veja-se o caso do Juvêncio, que jamais encontrei em vida e, mesmo assim, tenho como uma das pessoas mais admiráveis que de algum modo conheci.
Tomara que nos encontremos pessoalmente, certo?

Tu és sempre lembrada, Luiza, porque sempre contribuis muito positivamente por aqui. Meu reconhecimento.

A Polyana há de otimizar o blog, Rita, com toda essa emoção de que ela é capaz. Abraços.

Tomara que eu chegue, Ana. E que estejas lá, comigo!

Anônimo disse...

Conta mais umzinho.
Te adoro, viu?

Ana Manuela disse...

Nao vejo problema em ser mais Yudice! Dizes não fazer isso pelos alunos. Eu, como aluna, penso que ninguém teria problema com isso.
Outra coisa, conheço gente que nunca te viu/falou contigo e lê teu blog com frequência; inclusive me perguntaram se eras meu professor, e eu não imaginava como a pessoa sabia de ti, ate me contar que lê teu blog todo dia.
Isso e muito bacana. Meus parabéns pelo blog, que e muito interessante e permite o grande número de visitas.

Yúdice Andrade disse...

Obrigado, das 7h40. Acesso contado!

Manuela, se um dia souberes o que eu quis dizer com isso (espero que não, entenderás a minha reserva). Todos nós temos os nossos demônios interiores, não?
Quanto a esses leitores, manda um abraço para eles. Como a maioria não deixa rastro, só posso agradecer genericamente.

Ramon Bentes disse...

Professor (na verdade professor de minha esposa Aline Bentes), parabéns pela coerência e inteligência dos posts. Leitura obrigatória e reflexiva, concordando-se ou não com as opiniões. Vida Longa, Sim. Ramon Bentes

Yúdice Andrade disse...

Que grata surpresa, Ramon. Abraços para vocês dois.

Belenâmbulo disse...

Parabéns, Yúdice!
Há pouco mais de um ano, quando você atingiu os 100 mil acessos, minha estimativa era de levar 42 anos para igualar aquela marca. Você me incentivou, dizendo que a cada dia mais gente nos descobria.

Você estava correto.
Minha estimativa agora é de quatro anos para os 100 mil, e nove para os 200 mil, mantida a média atual de acessos.

Abraço