terça-feira, 1 de junho de 2010

Esquenta o mingau

1º de junho, eis que começa o mês mais gostoso do ano. Por toda parte, aquelas comidinhas deliciosas e engordativas, com direito a maniçoba, aqui no Pará. E os doces! Honestamente, não há época mais prazerosa para mim.
Este ano, ainda ganhei o adicional de ver Júlia metida num vestidinho caipira (igual ao Rosinha do Chico Bento), toda prosa — deleite que só conhece quem já babou por esses pequenos seres humanos. Na verdade, ela já se trajou assim no ano passado, mas estava com menos de um ano e ainda não se importava. Ontem, contudo, na hora de experimentar, nem queria mais trocar de roupa e já saiu dançando. Tudo bem que ela não sabe a diferença entre quadrilha e a "polka do Hominhoco" (coisa dos Backyardigans), mas tudo bem, porque tanto quadrilha quanto polka são folguedos populares.
Então que venha o mês de junho, com tudo de bom que ele possa nos trazer. Inclusive um casamento, se for essa a sua pretensão. Felicidades.

8 comentários:

Luiza Duarte disse...

Também estou ansiosa. Não sou de maniçoba, mas um vatapá! Quanto aos doces, fico confusa: mingau de milho, bolo podre, bolo de macaxeira, canjica... é muita indecisão!!!

Esta é realmente a melhor época do ano para mim. Além de ser de longe o melhor "período gastronômico", ainda é meu aniversário (e eu AMO fazer aniversário!), uma boa oportunidade de fazer uma festa junina, juntando as guloseimas e os amigos!

Polyana disse...

Esqueceste o caruru!

Yúdice Andrade disse...

Passaste a vida comemorando os aniversários na roça, Luiza? A Polyana também, mas não gostava.

É que eu gosto mais do vatapá. Mas prometo bicar o teu caruru...

Ana Miranda disse...

Eu tenho fotos dos meus filhos dos 3 aos 8, 9 anos, época em que eles dançavam. É tããããão lindo vê-los de caipirinhas.
Menino, eu levei uma vida para experiementar maniçoba, eu achava muito esquisito o tal prato, o dia que eu descobri que se cozinha 7 dias e 7 noites, resolvi experimentar. Simplesmente a-do-rei. Pena que nunca vou achar essa delícia por aqui...
Agora, eu também a-do-ro comidas típicas das festas juninas.
Aqui, com o frio que faz no período, há uma variedade deliciosa de caldos. Oba!!! Está chegando!!!

Anônimo disse...

E um minguau bem quente é... o movimento estudantil petista quando soube que o ex-reitor da UFPA Alex tinha recebido uma verba extra polpuda e que iria fazer alojamento estudantil no campus do guamá, invadiram o seu gabinete e exigiram que fosse auditório de luxo, como de fato aconteceu, posto que, alojamento serviria mais para acoitar vagabundo. Ainda essa semana na UFPA encontrei um bando de petista fazendo campanha para que uma professora doutora pela França fosse eleita para um cargo, porquanto, se eleita, não ministraria mais aula. Ao indagá-los por que faziam isso, esses disseram que o bom é ter professor o mais imprestável possível e seria um luxo gastar gente tão bem qualificada com um bando de imprestáveis. Além disso, o docente que não fizer isso vai morrer de fome.

Polyana disse...

Então, Ana, nem queiras saber de que é feito o caruru... :)

Ana Miranda disse...

Eh...eh...eh...
Fiquei curiosa, Polyana.

Yúdice Andrade disse...

Das 8h16, na boa, não entendi nada. Algum problema com as pessoas rotuladas de "petistas"? Ao menos são petistas, mesmo?
Cada uma...

Ana, só saber que o negócio é feito de maxixe... Já basta para que não seja muito convidativo. Mas, mesmo assim, o resultado é palatável.