terça-feira, 27 de setembro de 2011

Vergonha à enésima potência

A única coisa que esse insuportável de Neymar e o Ronaldinho Gaúcho têm de bonito é a conta bancária. Isso me convence acerca dessa "chuva" de amor.


O pônei maldito, por ser mais novo, atrai meninas com uma idade mental incipiente. Dá uma olhada no nível das mensagens.



Já essa coisa mais linda de mamãe (olha o biquinho...) mexeu com mulheres que parecem ter mais idade e experiência de vida. A qualidade dos textos é melhorzinha.

***

Eu ia escrever apenas sobre o papel ridículo que os belenenses estão fazendo seguindo a comitiva de jogadores como cachorros vira-latas. Tenho uma amiga que mora quase em frente ao Crowne e está enlouquecida com a confusão estabelecida no entorno do hotel. Mas essa reportagem do G1 mostrou que o que é ruim sempre pode ficar pior.
Tomara que esse joguinho, prêmio de consolação, passe logo. E que a Argentina vença.

14 comentários:

Anônimo disse...

Calma, onde esta o seu civismo, quem ira jogar será a Seleção Brasileira, a Amarelinha, a Penta Campeão do Mundo. diga BRASILILILILILILIL.

Yúdice Andrade disse...

Consoante já expliquei diversas vezes, das 12h42, o meu civismo está comigo todo dia, quando procuro respeitar os meus concidadãos no trânsito, na vizinhança, no destino do meu lixo doméstico, no trato com as pessoas em quaisquer situações cotidianas.
O meu civismo também se faz presente em minha permanente preocupação com os rumos deste país, atolado em escândalos, o que me leva a me interessar pela vida política e denunciar os pilantras, além de não votar neles.
Irrita-me até o tutano de cada osso essa mania de brasileiro só se lembrar do civismo e do patriotismo na hora do futebol, que é o que sempre acontece. Odeio isso. Esse falso patriotismo é que não vale nada.
Dane-se a seleção brasileira e seus jogadores que, por sinal, têm mais frescura no cabelo do que futebol nas pernas.

Scylla Lage Neto disse...

Yúdice, essas atitudes frente à seleção mostram o porque de sermos colonizados e não colonizadores.
Temos que abrir as pernas do Pará para tudo e para todos?
Abraços.

Anônimo disse...

Excelente! Dane-se a seleção! No Brasil o civismo só aparece na hora do jogo. Qual a contribuição real que os jogadores da seleção fazem ao Brasil? NADA! Só fazem bem 'a conta bancária deles e vocês acham que eles realmente ligam para a existência dos "torcedores"? Balela!!

Luiza Duarte Leão disse...

"Nós vamos facultar o ponto na quarta-feira à tarde, para que cada um dos torcedores, sobretudo os servidores públicos, possam se preparar. Mas também para que a gente tenha uma cidade mais tranquila, para que o tráfego seja melhor e a gente possa ter um belo espetáculo, não apenas para mostramos para o resto do Brasil, mas para o resto do mundo" (Simão Jatene)

Nem mesmo os gritos histéricos, as cartas de amor patéticas ou o plantão na porta do hotel me fizeram ter mais vergonha do que isso! Em qualquer situação, já seria ridículo, mas, considerando que o jogo é às 21:50, fica pior ainda.
Eu adoro futebol (e o Neymar! Haha), mas conte com a minha torcida pela Argentina. Acho que os paraenses estão merecendo água no chope, pra aprenderem a ter prioridades!

Anônimo disse...

A Luiza Duarte gosta de futebol? Então a perfeição existe!

Yúdice Andrade disse...

"Colonização". Scylla, disseste tudo. Mas pode piorar: é uma colonização autorreproduzida. Difícil crer, mas verdadeiro.

Das 18h35, folgo em saber que tenho algumas pessoas do meu lado, além dos amigos já conhecidos.

Luiza, imagino que até em nível nacional a imprensa dará conta dessa atitude do governo. É provável que sejamos achincalhados, de novo. Até porque o fundamento sugerido (preocupações com o trânsito) dá a entender que nossa cidade é um buraco só.
Hoje, encaro numa boa as pessoas adorarem futebol. Quanto a tu adorares o... o... Bem, tenho motivos de sobra para continuar te adorando!

Das 12h35, se ela é perfeita por isso, não seria por suas ideias? Estranho.

Frederico Guerreiro disse...

A-do-rei o "pônei maldito" (o apelido), e acho que, para o caso do Gaúcho, deveríamos adotar "O Predador" (do filme), bem parecido até os dentes.
Nesse mundo, meu amigo, lindo é quem tem dinheiro. Lembra daquele velho ditado que diz: "o capital da mulher é a beleza, e a beleza do homem é o capital". Nada mais atual e apropriado para a sociedade fútil que tem pelo dinheiro o valor máximo a ser alcançado.

Anônimo disse...

Não entendeste, meu caro: ela é linda, inteligente, esperta, interessante... ai, ai. Só faltava gostar de futebol!

Anônimo disse...

AVISO AO ANÔNIMO DAS 18H00:
A Luiza Duarte é CASADA, meu chapa!
Ai ai ai...

Yúdice Andrade disse...

"Pônei maldito" tem tudo a ver, Fred, mas foi criação do Antônio Tabet, do "Kibeloco", através de uma montagem. Quanto ao Gaúcho, se dermos uma afiada nos dentes, fica perfeito. A feiúra singular ele já tem.

Das 18h00, entendi agora. Realmente, a Luiza é cheia de virtudes.

Das 16h40, casada recente e apaixonada. Mas o que fazer. A Luiza é mesmo bela e, com suas ideias fortes, chama a atenção pelos dois motivos. Não é a primeira vez que vejo gente se derretendo por ela, aqui.

Anônimo disse...

Acho que o anônimo das 16:40 é o marido. Se for: meus respeitos, voce é um homem de sorte!

Anônimo disse...

A Luiza Duarte é FEIA...
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

RÁÁÁÁ!!! PEGADINHA DO MALLANDRO!!!

Anônimo disse...

yúdice,meu caro,conseguiste tirar um tempinho do dia só pra fazer essas belas colagens pra nós?