quarta-feira, 11 de maio de 2011

Bandeira pouca...

Doente a ponto de ter que me ausentar do trabalho. Dá para ficar pior? Dá: quando a nossa filha, uma menina de 2 anos e 9 meses, arde com mais de 39ºC de febre, alternando antitérmicos e banhos sem muito sucesso, porque a temperatura cai na hora, mas volta a subir.
Honestamente, essa parte não tem a menor graça. A sensação de impotência que dá é uma pedra em cima do peito. Acabamos de medicá-la e banhá-la de novo, mas já tivemos uma experiência de passar a madrugada em claro, por conta de uma febre que não cedia. Deveras, uma experiência que eu gostaria muito de não precisar repetir.
Maltrata ainda mais ela, tão boazinha, levantando-se para tomar outro banho sem reclamar, mesmo sem entender porque tantos banhos noturnos, sorrindo, brincando, abraçando... Que angústia!

PS Temperatura atual: 38,6ºC, redução de 0,6ºC muito pouco, mas não faz nem 15 minutos que ela tomou nova dose de antitérmico. Esperando, fiscalizando e pedindo a Deus que nos ajude.

PS2 Mais de uma hora e meia após a medicação, 37,4ºC.

6 comentários:

Anônimo disse...

Incrível.
A medicina descobriu a cura do câncer, adiar os sintomas da AIDS, transplantar quase todos os órgãos humanos, fazer a trangenitaliação; mas todos ainda somos reféns do simples resfriado.
Há semanas que alguns sintomas de resfriado me acompanham.

Felipe Andrade

Luiza Duarte Leão disse...

Ah, Yúdice, deve ser de cortar o coração mesmo ver um filho doente. :(
Fica o registro da minha torcida por melhoras suas e, principalmente, da filhota.

Adrian Barbosa e Silva disse...

Que esta nuvem negra possa passar. Deus, traga-lhes saúde.

Maria Cristina disse...

Votos de melhora rápida para sua filha. Abraço.

Frederico Guerreiro disse...

Essa praga pegou todos daqui de casa, de uma vez só, para a infelicidade nossa; e para a felicidade dos donos de drogarias e laboratórios.
Não adiantam remédios. Eles não curam, só aliviam os sintomas. O vírus, quer queiramos ou não, vai continuar seu ciclo lítico até que o corpo reconheça o invasor e produza um anticorpo específico para o tipo de cepa. É por isso que não se toma antibiótico contra vírus, a não ser que haja alguma infecção decorrente.
Como aprendemos nos tempos de biologia para vestibular, antibióticos servem contra infecção por bactérias patogênicas e a vacina é para vírus, para imunização, evidentemente anterior ao contágio.
Mesmo eu tendo feito a melhor prevenção (exercícios diários e vitamina C), peguei essa praga junto com esposa e filhos, cada um pior que o outro. A sinfonia de tosse é um tormento na madrugada.
É realmente uma das enfermidades mais incômodas que existem, não pela dor que causa mas pelo tempo que se leva para curar e o desconforto, além de causar prejuízos como a falta ao trabalho.
Não tem jeito, amigo. Vais ter de esperar esse bichinho se replicar dentro de tuas céluas até que teu corpo (de todos daí) fabrique o próprio antídoto. Tudo depende da resistência imunológica de vocês.
Desejo melhoras a todos, principalmente a Julinha, pois febre de 39º em criança é coisa feia.
Grande abraço

Yúdice Andrade disse...

Pois é, Felipe. Mas no dia em que escrevi esta postagem eu ainda não sabia que o nosso problema, aqui em casa, não se limitava a um resfriado. Hardcore!

Agradeço o carinho, Luiza. Esta é a parte da paternidade que todos gostaríamos de pular.