quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Eis o motivo

Tarde de ontem, eu, Júlia e minha mãe no carro, indo buscar Polyana. Quando passávamos pela Av. Alcindo Cacela, uma das de pior tráfego na cidade atualmente, os indefectíveis veículos parados em fila dupla fizeram melhor e se posicionaram em ambos os lados da via, deixando-nos uma nesga para passar. Quando passava, enfiei a mão na buzina, com vontade.
— Que buzina alta, papai! — queixou-se Júlia.
— Eu sei, filha — respondi. — É que eu fiquei com raiva desses motoristas trancando a rua!
Não sabia se a menina entenderia a expressão "trancando a rua", mas ela percebeu — talvez pela raiva em minha voz — que se tratava de algo ruim, porque disse que os motoristas (esta palavra quase não sai) eram "tolos" e que aquilo era "muito feio". E depois acabou demonstrando que entendera a mensagem mais do que eu pensava, ao pensar um pouco e emendar:
— Sabe por que esses tolos estão trancando a rua, papai? Eles não querem que a gente passe!
E assim, do alto de seus 2 anos e 4 meses, Júlia disse toda a verdade: esses félas que estacionam em fila dupla simplesmente não querem que a gente passe. Que feio!

3 comentários:

Ana Miranda disse...

Eh...eh...eh...
Vamos colocar a pequena Júlia para educar os motoristas.
É muito gostoso ter uma bebezinha inteligente assim, né não, Yúdice?!

Yúdice Andrade disse...

Acho engraçado quando as crianças começam a educar os pais, geralmente por conta do que aprendem na escola. Infelizmente, o tempo passa e os pais destroem o trabalho da escola e, no final, as crianças desenvolvem os mesmos valores distorcidos de suas famílias.

Anônimo disse...

Haha, que bonitinha! :) Papai Yúdice ensinando desde cedo como tratar os “félas”, haha.

Alexandre