sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Gostei de ver

Av. Júlio César, há menos de meia hora.
Encostadas junto ao canteiro central, duas motocicletas. A de trás, da CTBel, com um agente em plena operação. A da frente, de um condutor que, no instante em que eu passava, arrancava da placa traseira o objeto que impedia a leitura da mesma. Como todos sabemos, motociclista com a placa obstruída é trivial por aqui. Mais do que ser uma infração de trânsito, a atitude é uma clara demonstração do desejo de cometer infrações e permanecer impune.
Bem feito. Deveria acontecer isso com todo vagabundo que obstrui a placa (ou que a retira, como costuma acontecer com automóveis).

8 comentários:

Anônimo disse...

Além desses b....que colocam as fitinhas na placa do carro para obstruir o número. Tanto lugar para "demonstrar" sua fé na santinha e escolhem justo a placa? Tomara que ela( a santinha) mande este agente da CTBEL para multar esses fiéis....infratores!
Kenneth

Belenâmbulo disse...

Pois é, Yúdice,

Acho que não seria complicado para a CTBel pegar esses motociclistas em trechos com poucas saídas laterais, como o da Pedro Álvares Cabral, entre o viaduto e a Rodolfo Chermont, ou a Almirante Barroso, entre Júlio César e Tavares Bastos. Um agente ficaria no início do trecho, observando e passando por rádio as informações das motos a serem paradas lá na frente.
Mas a burrice impera...

Frederico Guerreiro disse...

Ei, Wagner, o Detran já faz assim na "dobra" da Rod. Chermont para a Rua da Marinha. O guincho sai lotado.

Certa vez dobrei uma rua antes, meu caminho habitual para casa, porém como se parecesse tentando desviar da blitz, e dois PM's de moto foram até a porta da minha casa para ver se eu morava por ali mesmo. "E aí? Tudo beleza?" - disse-lhes. Abri o portão, entrei em casa, e os dois ficaram se olhando com cara de..., e se foram. rsss...

Anônimo disse...

Yúdice, um motociclista jamais faria uma coisa dessas. Estes aí são os motoqueiros. Peste que superlota as grandes cidades.

Alexandre

Belenâmbulo disse...

Bela iniciativa do Detran, então, Fred.

Fizeram a parte deles, inclusive ao lhe seguir até sua casa.


Abraço

Yúdice Andrade disse...

Kenneth, você é generoso. O meu desejo em relação a quem oculta a própria placa é bem diferente.

Wagner e Fred, já vi essas ações, inclusive no ponto destacado pelo Fred. É absolutamente necessário que esse tipo de operação ocorra.

Fiquei com a impressão, Alexandre, de que és adepto das duas rodas. Nunca fui fã, mas ultimamente ando pensando em aderir, porque o trânsito em Belém pede soluções individuais de autodefesa!

Carlos Thiago disse...

Outro dia, um babaca desse esqueceu de parar e quebrou a lanterna do carro que dirigia... O safado além de ter a placa encoberta pegou a antônio barreto na contramão e fugiu.

Anônimo disse...

Sim, Yúdice. Sou plenamente adepto das duas rodas. Tenho vergonha de ver o que esse pessoal apronta, muitas vezes queimando toda classe de motociclistas. Se for aderir, apenas uma nota: muito cuidado, você terá de dirigir por você e por todos os outros.

Alexandre