quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Brasileiros inseguros

O IBGE tem o poder de deixar muita gente constrangida. Ele acabou de divulgar um suplemento chamado “Características da Vitimização e do Acesso à Justiça no Brasil”, parte integrante da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2009, referente ao período de 27/9/2008 a 26/9/2009. A conclusão é que 47,2% dos brasileiros a partir dos 10 anos de idade se sentem inseguros na cidade em que vivem.
Adivinhe em qual região do país a sensação de insegurança é maior. Depois, adivinhe o Estado...

4 comentários:

Luiza Duarte Leão disse...

Estou surpresa. Os outros 52,85 devem ser loucos.

Ana Miranda disse...

Pois é, a sua região está mais assustada que a minha...
Aqui em Juiz de Fora, ainda sinto-me segura, tanto que saio às 05:00 horas da madrugada para correr, mas somos uma cidade pequena, apenas quase 600 mil habitantes.
O que temos muito por aqui, nas altas madrugadas, são jovens voltando das tais baladas, dos bares...
Minas tem uma máxima que diz: "Já que Minas não tem mar, vamos para o bar".
Eh...eh...eh... Ô povinho cachaceiro esse povo mineiro, viu?!

Yúdice Andrade disse...

Talvez nem tanto, Luiza. Além do que Ana escreveu depois de ti, recordo-me de quando eu e Polyana visitamos Petrópolis e notei pessoas, inclusive mulheres desacompanhadas, caminhando pela beira da estrada escuríssima que tomávamos para chegar em nosso hotel. Muitas pessoas se sentavam às portas de suas casas e ficavam proseando com os vizinhos. Aquilo me impressionava, por causa da propaganda sobre a violência.
O que me explicaram é que a capital era muito violenta, mas ali, ainda tão perto, as pessoas ainda viviam em paz. E viviam mesmo, pelo que vi.

caio disse...

Passei pela mesma situação em Gramado... caminhando tranquilamente, à exceção do frio intenso, no breu das 2 e meia da manhã. Houve quem me dissesse que alguns moradores não trancam as casas. Isso é tão... Canadá! (momento Tiros Em Columbine).

Coisa parecida tive em Buenos Aires. Mas ali depende muito do bairro e do lugar...