segunda-feira, 24 de maio de 2010

Nada de sonho

Atualizado após assistir ao episódio final (spoiler).

Se uma certeza sempre nos foi dada pelos produtores Damon Lindelof e Carlton Cuse, foi a de que a tese de que Lost mostrou apenas um sonho, um delírio, ou que talvez os personagens houvessem morrido — a tese "Caverna do Dragão", que chegou a ser publicamente comentada pelo mestre do horror literário pop americano, Stephen King — não era verdadeira. Agora, entretanto, chega-se à conclusão de que King talvez estivesse correto. Pelo menos é uma das interpretações possíveis.




Por isso, apenas como brincadeira deve ser tomada a frase que Bart Simpson escreveu na lousa de sua sala de aula, no episódio de ontem do mais famoso seriado de animação de todos os tempos. "Foi tudo um sonho do cachorro."




Inclusive porque o labrador Vincent foi outro personagem a que Lost deu evidência para, depois, não o levar a lugar algum, exceto até o seu ressurgimento no episódio final, com direito à participação na comovente última cena.

2 comentários:

Siga Mosqueiro disse...

Eu estou tão por fora de lost, nunca mais vi nada, que nem ouso dar qualquer forma de opinião.

Yúdice Andrade disse...

Mas quando tiveres oportunidade, resgata a série, meu caro. Como eu disse em postagem anterior, continuo defendendo que valeu a pena.